quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Dedos enrugados (Murchos)

Você já deve ter reparado ou notado que seus dedos ficaram enrugados (ou murchos, como a gente costuma dizer aqui ni Litoral em SC) depois de ficar muito tempo dentro do mar ou da piscina. Mas você já se perguntou por que isto ocorre? e por que pouco tempo depois de sair da água, os dedos voltam ao normal?


A pele é o maior órgão do corpo humano. É a primeira via de contato do corpo com o meio externo e uma de suas funções é a proteção contra agentes agressores como as bactérias. Ela é formada por 3 camadas diferentes (epiderme, derme e hipoderme). Na epiderme existe a queratina, uma proteína também encontrada em as unhas e cabelos. Ela é responsável pela proteção contra a desidratação da nossa pele.

A pele das palmas da mão e plantas dos pés são diferenciadas porque executam tarefas constantes como caminhar e segurar objetos. Assim, nesta região a epiderme é muito mais espessa do que o resto do corpo, essa espessura extra  é causada pela queratina que forma uma espécie de camada de células mortas na pele.

E por causa desta queratina é que suas mãos e pés acabam enrugados. A queratina contida nas células mortas presentes ali absorvem água. Como as outras camadas da pele não alteram, a epiderme contendo a queratina encharcada com a água é impedida de se esticar para armazenar a água absorvida, então se enruga para aumentar a área e conseguir comportar a água.

Esta pele enrugada facilita ao ser humano caminhar em locais úmidos, bem como segurar objetos sem que escorreguem por estar úmidos. Após sair da água, a queratina começa a perder a água e a pele volta a sua forma original.

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Puma - Leão Baio

No final de Dezembro de 2012, pesquisadoras conseguiram capturar e registrar um Puma dentro do Parque Nacional da Serra do Itajaí (antigo Parque das Nascentes). Um registro raro, que deixou aos Ambientalistas muito felizes, especialmente porque este animal é alvo constante de pessoas que ainda insistem na prática ilegal de caça.



O Puma (Puma concolor ou Felis concolor) é um felino de grande porte, que pode chegar a 2,50m de comprimento total e pesar até 105kg. Ocorre desde o Canadá até o Chile, e na Argentina e Brasil. É um animal de hábitos noturnos, muito ativo e solitário. É caçador e considerado um excelente controlador de populações das espécies que se alimenta.

Puma concolor

Estudos mostram que um único indivíduo precisa de uma área entre 83 e 600 kmpara sobreviver, e com a supressão dos ambientes naturais, a espécie tem diminuido de população, sendo enquadrada na lista de espécies em extinção, e acabam por "interagir"com os humanos, sendo alvo de caças, ou simplesmente de filmagens, como a registrada no filme abaixo, entre as Cidades de Bom Retiro e Urubici - SC (Ver o mapa abaixo do filme).



O mapa abaixo mostra a região aproximada de onde ocorreu a filmagem do Puma, de acordo com o "cinegrafista".


Ver mapa maior

É um belo animal, não acham? mas para que ele não desapareça, precisamos preservar seu ambiente natural.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Incêndio - o que acontece? O que fazer?



Deixando aqui registrado o meu sentimento e respeito ao ocorrido em Santa Maria - RS, não irei falar sobre o ocorrido específico, nem divulgar fotos que estão rolando pela net. Pretendo mostrar aqui o que fazer, caso vc esteja envolvido em uma situação de incêndio, e o que o fogo e a fumaça provoca no corpo.

Como Agir em Caso de Incêndio


  • Se notar fumaça, cheiro de queimado, etc.), pode ser indícios de incêndio;
  • Aproxime-se a uma distância segura para ver o que está queimando e a extensão do fogo; 
  • Se não souber combater o fogo, ou não puder domina-lo, dê o alarme e/ou ligue para o Corpo de Bombeiro (Telefone 193);
  • Saia do local, fechando todas as portas e janelas atrás de si, mas sem tranca-las (isto ajuda a controlar o fogo);
  • Se possível, desligue disjuntores de energia elétrica... curtos podem piorar o incêndio;
  • Não esqueça de avisar as demais pessoas que possam estar no local, e soltar animais de estimação, para que eles possam se salvar também. 
  • Esqueça objetos, você poderá adquirí-los depois novamente, vidas não;
  • Se estiver em edifícios com mais de um pavimento, procure chegar ao térreo usando a escada; 
  • Jamais use o elevador, pois a energia é normalmente cortada, e você poderá ficar parado, além de que existe o risco dele abrir justamente no andar em chamas;


Caso fique preso em um incêndio


  • Se não puder sair, mantenha-se próximo de uma janela de preferência com vista para a rua e sinalize sua posição; 
  • Feche, mas não tranque a porta do cômodo onde estiver. Vede as frestas com um cobertor ou tapete para não deixar entrar fumaça; 
  • Em caso de fumaça mantenha-se junto ao chão e utilize um lenço ou toalha molhada sobre o nariz e boca. Isto funcionará como um filtro, mas não por muito tempo;
  • Deixe a fumaça escapar abrindo uma janela, ou quebrando o vidro, se ela for fixa;

Outras dicas

  • Para extinguir o fogo é necessário jogar água sobre ele. Com água em abundância o calor é retirado pelo resfriamento;
  • Caso as suas roupas estejam em chamas não é aconselhável sair correndo, pois as chamas aumentam com a corrida (O fogo é alimentado pelo oxigênio). Grite por socorro, tape os olhos com as mãos, deite-se no chão e role, tentando apagar o fogo. 
  • As queimaduras devem ser resfriadas com água fria.

Incêndios e a Saúde


A inalação de fumaça e gases tóxicos é a principal causa de lesões em vítimas em incêndios. As três principais conseqüências na inalação de fumaça de incêndios são: queimaduras das vias respiratórias, asfixia e irritação pulmonar.

Queimaduras


As lesões decorrentes de queimaduras nas vias respiratórias normalmente ocorrem nas áreas nasais e região da faringe, por conseqüência da elevada dissipação do calor nas áreas iniciais dessas vias.
Lesões associadas ao pulmão, com inalação de ar quente, podem levar a uma hiperventilação mais acentuada. Se o limite da reserva respiratória for excedido, pode ocorrer a necessidade de ventilação mecânica.

Asfixia


A asfixia em um incêndio é causada por um conjunto de fatores. No local do incêndio, o processo de combustão consome oxigênio, fazendo com que sua concentração atinja níveis baixos para o ser humano.
A existência de gases tóxicos, como o monóxido de carbono (CO) é outro fator. O monóxido de carbono exerce sua ação de asfixiante químico ao reduzir a capacidade da hemoglobina de transportar o oxigênio.
A contaminação por monóxido de carbono ocasiona uma anemia hipóxica (baixo teor de oxigênio), o que contribue para baixar efetivamente a concentração de oxigênio nos tecidos, criando a situação de hipóxia tecidual.
Há ainda em incêndios, a ocorrência de cianeto (CN) em diversas formas, sendo a mais comum o cianeto de hidrogênio (HCN) na forma de gás. Entre os riscos relacionados com estes produtos, conhecem-se várias lesões de pele (pápulas, exantema escarlatiforme, etc.) e das mucosas (irritação, ulceração da mucosa nasal e até perfuração do septo). Como efeitos crônicos são, ocasionalmente, referidos sintomas de fraqueza nas pernas e braços, cefaléias intensas e tireoidopatias.
Mas a principal característica é a propriedade tóxica do íon cianeto (CN), em inibir os enzimas da cadeia respiratória, impedindo a utilização do oxigênio pelas células. Ou seja, apesar do oxigênio continuar sendo conduzido pela hemoglobina da hemácia, não ocorrerá sua liberação e conseqüente aproveitamento a nível tecidual, resultando em morte por asfixia.

Irritação Pulmonar


Os gases irritantes são corrosivos, podem causar irritação e inflamação das superfícies das vias respiratórias e também podem causar irritação ou lesão nos olhos e na pele. Inflamações das vias respiratórias podem resultar em edema pulmonar (Acúmulos de líquidos nos pulmões). Isto pode efetivamente fechar o trato respiratório, enchendo os alvéolos com fluidos, interferindo seriamente na troca dos gases entre o ar nos pulmões.
  • Irritantes gasosos do ar que afetam as porções superiores do trato respiratório incluem amônia, acroleína, gás clorídrico, gás fluorídrico, trióxido de enxofre, formaldeído e ácido acético. 
  • Irritantes gasosos que afetam ambas as partes do trato respiratório, superior e inferior, incluem dióxido de enxofre, iodo, bromo, cloro, flúor, ozônio e tricloreto de fósforo. 
  • Gases irritantes que afetam principalmente as partes inferiores do trato respiratório são: tricloreto de arsênico, dióxido de nitrogênio e fosgênio.

Sendo assim, espero que os leitores do Blog aqui nunca passem por uma situação deste tipo, mas se passarem, saibam como agir. Mantenham a calma, pois o desespero não ajuda em nada, e lembre das dicas do início deste texto.

domingo, 27 de janeiro de 2013

O que são Retrovírus?


São vírus que produzem dentro das células, cópias de DNA a partir do seu RNA. Para que este fenômeno ocorra o vírus utiliza um conjunto de enzimas onde a mais importante é transcriptase reversa. Essa cópia de DNA é levada até o núcleo da célula, sendo integrada ao DNA celular, podendo ficar desta forma latente por anos. Quando a célula é ativada, este DNA gera RNA alterado, que origina mais vírus, perpetuando a infecção e muitas vezes destruindo a célula.


sábado, 26 de janeiro de 2013

Estuário - Berço da Vida Marinha

No intuito de aproveitar um pouco as férias escolares, esta semana que passou fui fazer uma atividade que embora eu ache legal, nunca tinha praticado muito. Me reuni com meu grande Amigo e fui PESCAR. Sim, pescar. Não pegamos nada, mas "pesquei" umas imagens bem legais com a minha máquina digital.



O local escolhido foi a barra do rio, em Barra Velha - SC. O lugar é bem peculiar, pois junta o Rio Itapocu, a lagoa da Cruz e o Mar, no mesmo lugar. Este tipo de ambiente é um exemplo de ambiente de transição chamado Estuário. Ele sofre a influência das marés.



Devido ao aporte de nutrientes que as águas do rio e da lagoa transportam, um estuário é geralmente uma região com elevada produtividade biológica. Graças a isto, é considerado um berço para muitas espécies de vida.



A vegetação nesta região também é muito característica, pois tem que sobreviver e estar adaptada as variações diárias de maré, com alagamento, seca, salinidade, aporte de nutrientes, etc.


Embora seja de extrema importância, estes ambientes estão entre os mais ameaçados do mundo (manguezais), pois sofrem a pressão de especulação imobiliária, aporte de esgoto, poluição e lixo pela presença humana.


Enfim, é um lugar extremamente belo, e recomendo a todos que tenham oportunidade de conhecer, e preservar os que ainda restam!

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Onicofagia - O Hábito de Roer unhas



Roer as unhas (Onicofagia) é um mau hábito provocado pelo nervosismo que se manifesta em 9 entre 10 ansiosos e pode se tornar um comportamento compulsivo.

um péssimo hábito

As unhas são formadas por queratina, que é uma proteína endurecida e serve principalmente para proteger as pontas dos nossos dedos. Também serve para facilitar a manipulação de objetos menores (uma agulha de costura por exemplo).

Já pensou segurar uma agulha com unhas assim?!?!

Quando roemos as unhas estamos tirando a proteção das pontas dos dedos deixando-as abertas para infecções. A pele ao redor das unhas geralmente fica irritada e pode facilmente inflamar e infeccionar, pela entrada de microorganismos (vírus, bactérias e fungos). Muitos destes microorganismos vão parar na nossa boca pegando uma carona para dentro do nosso corpo. Mas isto é só um detalhe!

Dando uma carona para os germes até a boca!

Além de roer as unhas, muitas pessoas acabam por engolir os pedaços retirados. Quem engole a unha pode ter pequenas lesões no estômago ou no intestino e as bactérias podem causar infecções na garganta e estômago, por exemplo. Dentistas dizem que quem rói unha desde pequeno pode provocar o afastamento dos dentes incisivos e a força colocada pode abalar as raízes dos dentes, sem falar na gengivite causada pela entrada de germes na boca, como já dito.

Problemas por Microorganismos

O tratamento da onicofagia requer acompanhamento psicológico, pois a maioria das causas é principalmente a ansiedade, sendo que roer a unha é o método para aliviar essa ansiedade. 

De acordo com estudos, 60% das crianças roem unhas, mas a maioria larga na adolescência. Para o adulto que carrega o hábito desde pequeno, é muito complicado parar. Em casos graves de onicofagia, as unhas podem atrofiar e não nascerem mais!

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Compatibilidade Sanguínea - Doe Sangue


A linha de cima mostra o doador e a primeira coluna do lado esquerdo mostra o receptor.

Red Blood Cell Compatibility Table



Não entendeu? então veja a tabela em Português abaixo.



Tabela de Compatibilidade Sanguínea

Aproveite, entre no meu post sobre quem pode doar sangue, e se possível, faça sua parte!

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Lagartixa da Praia


Atendendo a um pedido vou falar sobre um lagartinho "praieiro" do Sul do Brasil. Trata-se do Liolaemus occipitalis.

Liolaemus occipitalis

É uma espécie de lagarto de pequeno porte, que atinge cerca de 12 cm de comprimento total.  Possui hábito terrestre e ocorre exclusivamente em ambientes arenosos das restingas litorâneas do extremo sul do Brasil, em altitudes pouco superiores ao nível do mar. Apresenta coloração críptica em relação à areia, substrato onde vive. Pode enterrar-se superficialmente no solo arenoso ou escavar tocas de 20 a 30 cm de profundidade. Sua atividade é exclusivamente diurna e a dieta é basicamente insetívora. Liolaemus occipitalis é uma espécie ovípara e sua atividade reprodutiva ocorre nos meses de primavera e verão, de setembro a março. As fêmeas depositam até quatro ovos por desova.

Liolaemus occipitalis ocorre na costa do sul do Brasil, nos Estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A ocorrência da espécie, ao longo de toda a sua distribuição, está restrita a uma faixa muito estreita de restingas arenosas litorâneas. No Rio Grande do Sul, ocorre em toda a zona costeira, desde Torres até o Chuí. Em Santa Catarina, a espécie é encontrada da ilha de Florianópolis para o sul. 
Mapa da Distribuição da Lagartixa da Praia
Pontos vermelhos no mapa indicam a distribuição geográfica da espécie.

Atualmente, pode ser encontrada ao longo de boa parte da distribuição conhecida, mas já não é mais observada em muitas localidades onde era abundante em um passado recente, especialmente nas proximidades das principais concentrações urbanas. Isto porque em algumas áreas do litoral norte do Rio Grande do Sul, as restingas arenosas foram totalmente urbanizadas e as dunas primárias foram drasticamente alteradas ou até mesmo suprimidas. Graças a isto, a espécie está listada como vulnerável no livro de espécie ameaçadas de extinção no Brasil.

Betty, a devoradora de línguas!!!

Andou rodando pelo Facebook um tal parasita devorador de línguas de peixes. e em algum lugar passaram a informação de que se trataria da pulga do mar, que postei dias atrás aqui no blog, esclarecendo que não era bem assim o processo.
Pesquisando na internet, me deparei com outra espécie de isópoda que realmente devora a língua do peixe, antes de tomar o seu lugar. Apelidada de Betty, a espécie Ceratothoa italica está causando estrago na população de peixes no Mar Mediterrâneo.

Devoradora de Línguas

Cientistas comentam que o parasita os fazem lembrar filmes de “aliens”, onde um animal "bizarro" consegue se adaptar perfeitamente dentro de um hospedeiro. Aparentemente, o excesso de pesca perturba o equilíbrio e torna parasitas especializados grandes predadores, interferindo em toda a cadeia do ecossistema.
Os biólogos garantem que a C. italica não representa risco para o homem, mas explicam que pode prejudicar o crescimento e a condição geral dos peixes, em especial nas áreas mais impactadas pela pesca.

Para saber mais sobre este assunto clique aqui.

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Animais de Estimação (Pets) e as Zoonoses

Muito se discute e se fala quanto aos Animais de Estimação (os pets): ter ou não ter? transmitem doenças? causas alergias? podem matar? e por aí vai...

Tê-los ou não Tê-los?


Os mais comuns são os adoráveis cães e gatos. Muita gente não os tem, por alegar que eles transmitem doenças, que inclusive podem levar a morte da pessoa. E sim, isto é verdade.  

  • Cachorros podem transmitir Raiva, Pulgas e Carrapatos, Sarna, Leptospirose, entre outras. 


  • Gatos podem transmitir Raiva, Sarna, Toxoplasmose, Bicho Geográfico e causar alergias.


  • Seres Humanos podem transmitir AIDS, DSTs, tuberculose, Meningite, ódio, calúnia, difamação, causam desmatamentos, "acidentes"de trânsito, potencializam alagamentos, enchentes, lixo nas ruas, lixo nos rios, não reciclam, não tratam esgoto, causam aquecimento global, assassinatos, terrorismo, extinção de espécies em massa.

A diferença é que os pets não questionam se devem ou não nos ter, eles nos aceitam e estão sempre a nossa disposição.

Animais de estimação causam doenças não porque querem, mas porque apresentam donos irresponsáveis e por falta de higiene das pessoas. Ou seja, além de tudo o que nós causamos e foi citado acima, boa parte da culpa do que os animais causam também é nossa.

Devemos sim estar cientes que os animais podem transmitir doenças ao homem, mas os benefícios para a saúde de ter um animal de estimação superam os riscos, pois pesquisas já demonstraram que além de oferecer apoio psicológico e amizade, os animais de estimação ajudam, dentre outras coisas, a baixar a pressão sanguínea, aumentar a atividade física, reduzir o estresse e melhorar o humor do dono.

Alguém aí pode estar pensando na "sujeira" que os gatos fazem e a tal toxoplasmose (infecção parasitária causada por um protozoário, o Toxoplasma gondii). Bom, apenas 1% dos gatos transmite a toxoplasmose e, para isso, eles precisam estar doentes e na fase de eliminação dos oocistos (ovos de toxoplasma). O gato contrai o toxoplasma quando come carne crua ou mal passada que contenha cistos do protozoário. Ou seja, se você alimenta seu animal corretamente, já acaba com o problema.  E mais, geralmente, o gato que contraiu toxoplasmose, irá eliminar os oocistos apenas uma única vez e por apenas 15 dias durante toda a sua vida. Esta eliminação ocorre 10 dias após o gato ter sido infectado. Para que o ser humano se contamine com o toxoplasma, você precisa comer a forma infectante, que nada mais são que os oocistos presentes nas fezes do gato contaminado (você precisa comer as fezes do gato).

Transmissor de Toxoplasmose? Não, transmissor de amor!


Outros animais já levaram a culpa de transmitir toxoplasmose. Pombos, ratos, coelhos, tartarugas, iguanas, porquinho da índia etc.)  também são e foram perseguidos. E a história é a mesma do gato. Portanto, se você não come pombos (ou outros animais) crus ou mal passados, fique tranqüila, eles não representam nenhum risco de lhe transmitir toxoplasmose.

Então, caro leitor, por acreditar que você tenha bons hábitos de higiene, como lavar as mãos, lavar e cozinhar bem os alimentos, você vai ter que procurar outra desculpa para não gostar de animais de estimação (que é um direito seu), mas a desculpa da transmissão de doenças, não cola mais.


Vivem pacificamente!
Tenha um animal de estimação e seja feliz! mas não esqueça de deixar o animal feliz e jamais abandone quem não te abandonaria!

Não tem igual!


Jacaré Albino

A imagem abaixo até parece um estátua de gesso, mas trata-se de um Jacaré Albino (Alligator mississippiensis), espécie típica do  Sudeste dos Estados Unidos e que está entre os répteis mais raros do mundo.

Alligator mississippiensis


O albinismo deixa a pele deste animal sensível, por isso, ele raramente se expõe ao raios solares. A sua coloração (ou falta dela) dificulta a sua camuflagem em pantanais (alagados), os tornando presas fáceis.
Por conta disso, a maior parte dos jacarés albinos se encontram em zoológicos e reservas selvagens espalhadas pelo mundo.

Um filhote de Jacaré albino foi encontrado em Santa Catarina em 2008, mas não sei se era da mesma espécie (Leia mais sobre este caso clicando aqui).

domingo, 20 de janeiro de 2013

Genética, Sua Serelepe!

Codominância ou Dominância incompleta? postem nos comentários...

Funciona Basicamente dessa forma

Pulga do Mar - Devoradora de Língua?


A pulga-do-mar (Cymothoa exigua) é um crustáceo isópode parasita que se acomoda na base da língua do peixe Luciano (Lutjanus guttatus), cortando os vasos sanguíneos diminuindo o fluxo de sangue na região, ocasionando o atrofiamento da língua.
Por fim, a pulga acaba tomando o lugar da língua do peixe, passando a controlar a alimentação do indivíduo. 
Cymothoa exigua

Parece assustador, não? Muito mais assustador é a versão que ronda pela internet em que diz que a pulga devora a língua do peixe, o que não procede...

Este post foi uma sugestão da minha irmã, com uma publicação que tá rolando no Facebook, Valeu irmã!!!

sábado, 19 de janeiro de 2013

Assunto da Semana - Dopping no Ciclismo

Quem me conhece sabe, que embora eu não esteja praticando, sou apaixonado por Bicicleta, acredito no uso da Bicicleta como uma solução para o caos urbano que é o trânsito em grandes cidades. Muito mais que um meio de transporte, bicicleta é um estilo de vida!


E apesar de eu ser ligado ao Mountain Bike, é impossível não estar ligado aos fato da Semana, onde Lance Armstrong finalmente admitiu, em uma entrevista a apresentadora Oprah, ter se dopado durante os 7 anos em que foi campeão da mais famosa prova do Ciclismo Mundial, o "Tour de France", depois de ter sido banido do esporte como sendo o Mentor do maior e mais sofisticado esquema de dopping da história do esporte. (Para saber mais, sugiro a leitura do blog "Pra quem Pedala" que fez o acompanhamento do caso desde que começou o cochicho desta história)

Para quem não sabe, Dopping (a grosso modo) é a utilização ilícita de drogas estimulante com objetivo de suprimir temporariamente a fadiga, aumentar e melhorar a atuação e desempenho de um esportista.

Os mais "velhinhos" vão lembrar deste ciclista agora. Armstrong ficou conhecido no final dos Anos 90, depois que superou um câncer nos testículos e passou por uma fase difícil, fundou a Organização Live Strong e "deu a volta por cima", conquistando (dopado), entre outros, SETE títulos do Tour de France. mas ele ficou conhecido mesmo, por aqueles que não praticavam ciclismo na época, por uma pulseira da nike, que virou moda na época, para arrecadar fundos para a sua ONG.


O que me espanta nisto tudo, é que o cara que para muitos foi o exemplo de atleta, símbolo de superação é uma fraude. Foi denunciado pelos colegas de esporte (que também se dopavam) e por dirigentes do esporte que na época encobriram todo este esquema.

O esquema ocorreu entre 1998 e 2005 e os exames da época não detectavam tal esquema, que consistia no uso de uma substância chamada Eritropoietina (EPO) e se "auto doar" sangue durante as competições. Isto mesmo, antes das competições, os Atletas retiravam bolsas do seu sangue, que eram reinjetadas neles mesmo durante as competições.

E qual o objetivo disto? vc pode estar se perguntando... Muito simples... Estimular e repor os Glóbulos vermelhos (Hemácias) no sangue dos Atletas. 


As Hemácias tem por função promover as trocas gasosas do organismo, levando oxigênio até as células do corpo, permitindo a respiração celular e por consequência a produção de energia. O fato é que em provas do tipo Tour de France, o esforço físico é muito grande... 150 a 200 km pedalados por dia durante até 2 semanas, acaba ocorrendo naturalmente a diminuição destas hemácias no sangue, gerando a fadiga, diminuição do desempenho, etc. etc. e aí entra o EPO, ou a auto doação de sangue. pois o EPO atua diretamente na Medula óssea estimulando a produção destes elementos sanguíneos, mantendo o desempenho do atleta. o mesmo acontece com a transfusão sanguínea, pois o atleta recebe o seu próprio sangue (que foi retirado antes da competição) riquíssimo em hemácias (Se você quiser se aprofundar um pouco mais sobre Dopping sanguíneo clique aqui).

O que me deixa triste é que o discurso de Armstrong e as investigações deixam a entender que a maioria (para não dizer todos) dos atletas de alto desempenho do esporte (e de outros também, pois o que não falta é casos de dopping) fizeram ou fazem algum tipo de dopping. Ou seja, o esporte como um todo, que deveria ser uma vitrine, um exemplo de vida para todos, de saúde, é uma fraude, uma artificialidade sem tamanho.

Eu poderia ir adiante, e falar sobre os mais diversos tipos de doppings que ainda rondam e escurecem a imagem do esporte profissional, mas vou parar por aqui. Se você ficou com interesse, aconselho este último link, que mostra as substâncias e métodos proibidos pelo Ministério do Esporte Brasileiro e do Código mundial antidopping.

Diferenças entre as dores de Cabeça

Fique ligado, e se você sofre com elas, procure um médico!

Diferenças entre os Tipos de Dor de Cabeça

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Lixo na Rua, na Praia, etc.


Especialmente nestes tempos de verão, a faixa de areia vira um depósito...

Os garis surgiram para limpar as sujeiras naturais (folhas das árvores, poeiras, pedras, etc.).

Função recolher sujeiras naturais

A foto é em tom de piada, mas o assunto é sério. Os mal educados jogam as suas sujeiras no chão achando que os garis existem para servi-los.

Lugar de Lixo é na Lixeira, e a responsabilidade é sua, que produziu o Lixo!

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Sapo Gigante?

Esse sapo gigante supostamente foi encontrado em Canoinhas - SC, mas existe um erro nesta foto, qual?

Encontrado em Canoinhas em ampliado no Photoshop

Se vc achar o erro, poste nos comentários... e meninas, não tenham pesadelos, ok?

15 coisas que vc provavelmente não sabia sobre o seu próprio corpo!

O Item 11 tá meio exagerado... O Cérebro Humano pode representar até 2% do peso do corpo, então, se você não tem 200kg, seu cérebro é um pouco mais leve. Ainda Sim, vale a pena ler os 15 itens.


Perereca Transparente


O aspecto transparente da pele permite ver os ovos que esta Perereca Transparente "grávida" carrega dentro de si. Trata-se de uma Hyperolius leucotaenius.



Foto/reprodução: Eli Greenbaum/Daily News.

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Rã-arlequim - a bela quase extinta

Navegando pelo Facebook me deparei com a Imagem abaixo, que achei belíssima e me chamou atenção. Trata-se da Rã-arlequim (Atelopus varius), uma espécie de anfíbio neo-tropical. Podia ser encontrada da Costa Rica até ao Panamá, mas chegou a ser considerada extinta. Atualmente encontra-se em perigo de extinção, depois que uma pequena população remanescente foi redescoberta na Costa Rica em 2003.


A coloração desta espécie é um típico caso de Aposematismo, que serve de aviso aos predadores da sua toxicidade, do perigo que podem correr.

Mas, é ou não é um belo animal?

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Lagarto Albino de Madagascar

A imagem abaixo é de uma nova espécie de lagarto fossorial (vida subterrânea), encontrado na Ilha de Madagascar, na África. A descoberta é do Centro Nacional de Pesquisa Científica (França). A espécie foi batizada de Sirenoscincus mobydick.

encontrado em madagascar

Continue lendo e saiba a origem do nome clicando aqui.