quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Estudo afirma que chiclete estimula a mente e deixa pessoas mais inteligentes!!

Agora a casa caiu...




Pode parecer curioso, mas o hábito de mascar chiclete acompanha a humanidade por milhares de anos. Há quem diga que até mesmo o filósofo Sócrates se divertia com a goma de mascar.

Mas você sabia que mascar chiclete pode deixar as pessoas mais inteligentes, além de reforçar o desempenho mental, sem quaisquer efeitos colaterais? Pelo menos é o que afirma um estudo realizado por psicólogos da Universidade St. Lawrence (Estados Unidos).

O experimento foi realizado com 159 alunos que foram colocados numa sequência de exigentes tarefas cognitivas, tais como a repetição de números aleatórios e alguns enigmas de lógica. Os resultados apontaram que metade dos entrevistados que mascaram chiclete (tanto dos tipos sem açúcar como com adição de açúcar) se saíram melhor que os outros em cinco dos seis testes.

De acordo com o site Wired, estudos anteriores já obtinham respostas semelhantes, como, por exemplo, o fato da goma de mascar ser mais eficiente que a cafeína. Já essa pesquisa recente investigou as vantagens que o chiclete pode oferecer. No entanto, os efeitos causados pelo "alimento" duram, aproximadamente, cerca de 20 minutos.

Mesmo com os bons resultados, ainda não se sabe o que estimula o impulso mental que, aparentemente, não depende de glicose - uma vez que o chiclete sem açúcar gera os mesmos benefícios. Os pesquisadores afirmam que a goma melhora o desempenho devido à sensação de prazer que a mastigação propicia. Em outras palavras, o ato de mascar faz os indivíduos "acordarem" e se focarem nas tarefas do dia a dia.


quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Toninha albina é registrada na Baía da Babitonga, no Litoral Norte de SC


Uma toninha albina teve a presença registrada na Baía da Babitonga, Litoral Norte de Santa Catarina. É o primeiro caso documentado no mundo para esta espécie de cetáceo. O filhote albino foi localizado pela equipe do Projeto Toninhas, de Joinville.



A característica é a pouca ou nenhuma pigmentação nos olhos e na pele. O albinismo é uma condição herdada geneticamente e considerada muito rara. No Brasil, o albinismo em mamíferos marinhos já foi identificado em baleias franca e nos botos-cinza.

Por: DC.

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Mobilidade Urbana

Já havia comentado alguma coisa sobre mobilidade urbana no Dia 22 de Setembro aqui no blog (Dia Mundial sem Meu Carro), mas o assunto voltou a estar em pauta neste final de novembro...

Jornais de Grande circulação de SC publicaram um caderno com a situação atual da mobilidade urbana no estado, e mostraram a situação caótica do transito nas 10 maiores cidades do estado... é deprimente...

Morei por muitos anos em Blumenau (sempre de bike) e a 4 anos estou na região de Itajaí até Piçarras, onde percorro os trechos preferencialmente de bike ou de ônibus, e a coisa não é muito diferente das Grandes cidades... aliás, para os que reclamam do transporte coletivo de BNU, venham dar uma voltinha de ônibus entre Navegantes e Piçarras... é simplesmente absurdo...

Por uma vida mais saudável, vamos andar de bike meu povo... políticos, abram os olhos, incentivem, segurança é o que queremos!!!

Para os interessados, posso sugerir alguns sites que falam sobre o assunto:

ABC - Associação Blumenauense Pró-Ciclovia

ACBC - Associação de Ciclismo de Balneário Camboriú

e para quem não sabe, nosso estados tem os 2 primeiros circuitos oficiais de cicloturismo:

Circuito Vale Europeu

Costa Verde & Mar





sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Raias Manta

A Ciência sabe muito pouco sobre um dos maiores peixes do mundo, mas uma jovem pesquisadora resolveu observá-lo de perto em incontáveis mergulhos ao largo do litoral de Moçambique, na África, e descobriu coisas com as quais nenhum biólogo marinho contava. (Saiba o que ela descobriu, clicando na figura abaixo e lendo o artigo na integra).

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Dia Mundial sem Carro - Benefícios da Bicicleta

A figura é auto-explicativa!!!

Dia Mundial Sem Meu Carro


Você está convidado a deixar o seu carro na garagem (ou dos seus pais) e seguir para suas atividades utilizando outro meio de transporte ou praticando a carona solidária. Estamos Falando do "Dia Mundial na cidade sem meu carro", onde lideranças no mundo todo se mobilizam para chamar atenção da população sobre a utilização excessiva do carro.


Em cidades do mundo todo, são realizadas atividades em defesa do meio ambiente e da qualidade de vida nas cidades, no que passou a ser conhecido como Dia Mundial Sem Carro. Na Europa, a semana que antecede a data é repleta de atividades, na chamada Semana Europeia da Mobilidade (16 a 22 de setembro).

A mobilização que ocorre nesta data é um exercício de reflexão muito bem-vindo sobre a dependência e o uso (muitas vezes) irracional dos automóveis em nossa sociedade, já que boa parte dos brasileiros, principalmente das grandes cidades, recebe um grande número de informações sobre o impacto do uso do carro na nossa vida. Nas notícias, além dos danos sobre a nossa saúde – mais notados na respiração, no sono afetado e no stress de congestionamentos e do transporte público -, vemos frequentemente a influência dos acidentes ocorridos no trânsito como pauta rotineira na sociedade moderna.

O Dia Mundial Sem Carro foi implantado pela primeira vez na França, em 22 de setembro de 1997. Em 2000, a União Européia instituiu a Jornada Internacional "Na Cidade, sem meu Carro", reunindo 760 cidades. Em 2001, 1.683 cidades participaram. Encorajados pelo êxito da iniciativa do Dia Europeu sem Carros, a comissão organizadora lançou, em 2002, a Semana Européia da Mobilidade. O movimento vem crescendo em todo o planeta e ganha novas programações envolvendo prefeituras, ONG’s e a sociedade civil a cada ano no Brasil.

O objetivo principal do Dia Mundial Sem Carro é estimular uma reflexão sobre o uso excessivo do automóvel, além de propor às pessoas que dirigem todos os dias que revejam a dependência que criaram em relação ao carro ou moto. A ideia é que essas pessoas experimentem, pelo menos nesse dia, formas alternativas de mobilidade, tema da campanha em 2011, descobrindo que é possível se locomover pela cidade sem usar o automóvel.

Campanhas de conscientização na União européia.

A iniciativa tem como proposta ainda apontar para a necessidade urgente de desenvolvimento de novos padrões de comportamento, que sejam compatíveis com a mobilidade urbana mais sustentável. Exemplo disso é que caminhar, andar de bicicleta, partilhar o carro ou usar os transportes públicos com mais frequência poupará 0,5 kg de dióxido de carbono por cada 1,5 km que não se andar de carro!


E não para por aí. Segundo a Associação de Ciclismo de Balneário Camboriu, a Bicicleta é o melhor transporte. Para apontar os entraves do trânsito na cidade, no dia 15 de setembro a Associação promoveu um desafio intermodal. Convidados partiram do Hospital Santa Inês, na Avenida do Estado, em direção à Univali, na Quinta Avenida, percorrendo um trecho aproximado de 5 km.


Cada um adotou um meio de transporte diferente: carro, moto, ônibus, bicicleta e a pé. Além do tempo que se levou para cumprir a missão, a pesquisa considerou a emissão de ruídos e de monóxido de carbono, o custo da viagem, o conforto, a segurança e a praticidade. A campeã, na opinião dos participantes, foi a bicicleta.

Em seguida veio a caminhada, seguida de perto pelo ônibus e a moto. O carro teve a pior avaliação.

— Onde cabe um automóvel cabem cinco ou seis ciclistas. A bicicleta é um meio de transporte fácil, econômico e saudável — diz Carlos Beppler, presidente da Associação de Ciclismo.

Para o professor Jânio Vicente Rech, a bicicleta é um modo interessante para substituir o carro. Mas, para que as pessoas a adotem, é necessário ter ciclovias seguras e interligadas. Marcus Polette é da mesma opinião:

— A bicicleta é uma boa opção, mas não a única. Balneário Camboriú é uma cidade plana, o que favorece quem quer caminhar, embora precise haver uma adequação das calçadas. Um transporte público mais rápido e frequente também permitiria que as pessoas deixassem o carro em casa. A adoção de minivans seria uma boa alternativa — acredita.



E aí, vamos entrar nesta juntos?

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Dia da Árvore! Motivos para comemorar??


No século XIX o Brasil deixou de ser colônia de Portugal e trilhou os primeiros passos de seu desenvolvimento econômico, sendo a cultura do café o destaque na época. Estimulou a construção de ferrovias, o estabelecimento de grandes propriedades monocultoras e também propiciou o nascimento de povoados que vieram a se tornar importantes cidades, especialmente na região Sudeste do País. Assim, a nação adentrou o século XX como líder na produção do café. Mas com quais consequências?

São inegáveis os benefícios econômicos estabelecidos pela cultura do café. No entanto, uma das consequências provenientes disso tudo foi o desmatamento da vegetação nativa nas regiões em que as lavouras avançavam. Tal fato não passou despercebido. Muitos foram os chamados de atenção para a devastação que já ocorria na época. Foi instaurada o Dia da Árvore, no dia 21 de setembro, pelo início da Primavera.

Esta data (o Dia da Árvore) é mais que mera data comemorativa, pois nasceu da percepção e engajamento de pessoas no início do século que se atentaram ao desenvolvimento desenfreado e à desconsideração do meio ambiente. E apesar disso, as agressões ao meio ambiente continuam, milhares de quilômetros de vegetação nativa sumiram do mapa (ver figura abaixo) e, a despeito das projeções assustadoras sobre o futuro, a situação permanece a mesma.

Mapa sobre a devastação no Brasil!!!
Devastação por todas parte.

É fato que há iniciativas, mas estas são esparsas e fragmentadas. A situação que se configura atualmente é de tal forma caótica, que medidas de proteção ao meio ambiente devem se pautar também no desenvolvimento social, o que demanda uma maior integração e (por que não dizer?) boa vontade de alguns setores da sociedade. A história continuou e mostra que as mudanças ocorridas diferem na forma, mas não na essência.

E o Dia da Árvore continua sendo comemorado. Mas o que há para comemorar e festejar? Aprovações de novos Códigos Florestais, que flexibilizam e facilitam ainda mais a vida dos antes fora da lei, que já promoviam devastações sem precedentes? A data, como tantas outras incluídas no calendário oficial, foi institucionalizada: nesse dia e nos dias próximos, realizam-se festividades, eventos, as escolas ensinam nossas crianças sobre o tema. Mas, e a potência crítica contida nas origens do evento? Perdeu-se? Essa, a meu ver, é a questão fundamental e deve servir de base para a outra questão elaborada anteriormente e que repito: o que estamos a comemorar e festejar?
motivos para não comemorar...
Será que temos o que comemorar?


Assim, a data suscita a necessidade de uma reflexão profunda sobre o que está sendo feito com nossas reservas naturais. Isso, antes de tudo, se mostra como um necessário posicionamento ético a ser tomado, uma vez que tais questões estão diretamente relacionadas com a qualidade de nossas vidas.  Tais reflexões devem mostrar, dentre outras coisas, que não somos apenas seres sociais, mas que também fazemos parte (e somos indissociáveis) de um processo delicado e grandioso que engloba a natureza e nossas relações com ela.

Fica então o desafio de resgatar a potência crítica e mobilizadora contida nas origens do Dia da Arvore. Há muitas formas pelas quais isso pode ser feito: na educação, na vontade política, na atuação de grupos que se preocupem com a problemática. O mais importante é que nos defrontemos com essas questões no dia a dia e que na tomada de consciência as ações sejam concretizadas. Priorizando-a, estaremos priorizando a nós mesmos e ao precioso dom da vida e da beleza que nos são concedidos.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

O Assunto é ... Sexualidade!!!

Bom, recentemente trabalhei com os alunos das Sétimas Séries o Tema Sexualidade e TUDO o que envolve este tema... e embora o papo aberto e franco, percebi (especialmente depois das avaliações) que muita gente tem dúvida sobre o assunto, por vergonha, ou por imaturidade mesmo. Neste post vou deixar linkado o Site do Doutor Jairo Bouer, que trata de maneira simplificada e na linguagem jovem todos os assuntos que envolvem o tema, com espaço para perguntas e tudo mais, vale a pena acessar...


terça-feira, 6 de setembro de 2011

Inventário dos Equinodermos do Estado de Santa Catarina, Brasil


Echinaster brasiliensis - Praia da Paciência - Penha - Janeiro de 2008.

Publiquei um artigo na Revista BJAST (Brazilian Journal of Aquatic Science and Technology) - da Univali sobre o título de:

Inventário dos Equinodermos do Estado de Santa Catarina, Brasil

Resumo: O filo Echinodermata compreende aproximadamente 7.000 espécies vivas dividido em cinco classes. No Brasil, 335 espécies foram registradas, mas há muito a ser estudado sobre este filo. Este estudo teve como objetivo identificar a ocorrência de espécies de Echinodermata do Estado de Santa Catarina (Brasil). São representados por um total de 34 espécies. Destes, 09 pertencem à classe asteróides, 14 de Ophiuroidea, Echinoidea a 08, 02 para a Holoturoidea e 01 para o Crinoidea. 12 espécies listadas neste artigo estão citadas como ameaçadas de extinção.
Se alguém tiver interesse, pode acessar o artigo completo clicando aqui.


sábado, 3 de setembro de 2011

Dia do Biólogo

Correria da vida e vivendo, blog ficou meio abandonado, mas logo tirarei o mofo...

hoje, dia 3 de Setembro é dia do Biólogo... parabéns para euzinho e para todos meus colegas de profissão...

abaixo segue o e-mail que recebi do Conselho Regional de Biologia


sábado, 23 de julho de 2011

Planalto Sul Catarinense - Parte 05 (Final)

Chegando a Cambará do Sul, fomos para o nosso destino mais esperado, O Parque Nacional da Serra Geral. Situa-se na divisa dos estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina e foi criado pelo Decreto n° 531 de 20.05.1992. Possui uma área de 17.300 ha. Ocupa territórios nos municípios de Jacinto Machado e Praia Grande (SC), e Cambará do Sul (RS).

Formado a partir de intensas atividades vulcânicas havidas há milhões de anos, sucessivos derrames de lava vieram originar o Planalto Sulbrasileiro, coberto por campos limpos, matas de araucárias e inúmeras nascentes de rios cristalinos. Em alguns pontos, decorrentes de desmoronamentos, falhas naturais da rocha e processos de erosão, encontram-se grandiosos desfiladeiros, dentre os quais o mais conhecido é o Fortaleza.
Cânion Fortaleza

Suas escarpadas e verticais encostas de basalto apresentam uma coloração de tons amarelados resultantes dos liquens e da vegetação de ervas e pequenos arbustos que alternam-se com a rocha nua. Já na borda dos cânions, encontra-se a mata nebular de altitude, crescendo sobre solo úmido e turfoso, recebendo esse nome por se encontrar em local onde é freqüente a formação de nevoeiros denominados de "viração", que se elevam da região da planície costeira, criando condições de alta umidade.

Formação do Nevoeiro no Cânion
A fauna silvestre local é rica e constituída por espécies raras no Brasil, como o lobo-guará (Chrysocyon brachyurus), a suçuarana ou leão-baio (Felis concolor), o graxaim-do-mato e o veado-campeiro (Ozotocerus bezoarticus) (possivelmente o dono da pegada que encontramos durante a caminha noturna, na foto abaixo), além de raposas, gambás, tatus e bugios. 
Pegada - Possivelmente de um Veado Campeiro

Dentre as aves encontramos a gralha-azul (Cyanocorax caeruleus), o papagaio-charão, periquitos, perdizes, codornas e marrecas, além do típico quero-quero (Vanellus chilensis), ave-símbolo do pampa gaúcho. O gavião-pato (Spizaetus tirannus) e a águia-cinzenta (Harpyhaliaetus coronatus) podem ser eventualmente avistados em áreas de difícil acesso e se encontram ameaçados de extinção. Encontram-se também ofídios peçonhentos.

Enfrentamos aqui as temperaturas mais frias da nossa expedição, com 5 graus Celsius positivo, calor, se comparado aos dias que se sucederam a nossa visita, mas já deu para sentir o drama que é o frio.

Na volta para casa, uma parada no Caminho no Parque Nacional do Aparados da Serra, no Cânion Itaimbezinho, o único dos parques que visitamos com uma estrutura voltada para a visitação e turismo. A unidade foi criada em pelo decreto n.º 47.446 de 17.12. 1959 e alterada pelo decreto n.º 70.296 de 17.03.1972 e possui uma área de 10250 ha e perímetro de 63 km, sendo fronteira ao Parque Nacional da Serra Geral. 
Itaimbezinho é um nome de origem Tupi-Guarani, "ita" significa pedra e "Ai'be" afiada. Está localizado entre Cambará do Sul e Praia Grande. Sua formação rochosa existe a pelo menos 130 milhões de anos e é um dos maiores do Brasil, sua extensão atinge 5.800 metros e uma largura que varia entre 200 e 600 metros. Sua profundidade máxima é de 720m. As paredes de cor amarelada e avermelhada são cobertas, de ponto em ponto, por vegetação baixa. Ao redor do cânion os pinheiros nativos completam a paisagem.
O Rio Perdizes desce as paredes rochosas para formar a cascata "Véu de Noiva" de uma beleza sem igual, esta cai de uma altura de 700 metros, produzindo uma bruma antes de atingir o fundo do cânion. No azulado do cânion, como gigantesca serpente, o Rio Boi se move preguiçosamente entre as pedras, formando uma série de caprichosas cachoeiras, que deslizam para o vizinho Estado de Santa Catarina.
Cachoeira Véu de Noiva - Cânion Itaimbezinho.
E com essa imagem terminamos a série de posts tratando de locais do Sul do Brasil que merecem ser visitados pela sua beleza natural... até a próxima!!!

terça-feira, 5 de julho de 2011

Planalto Sul Catarinense - Parte 04

Descendo a Serra do Rio do Rastro desviamos um pouco de nosso caminho para visitar o Município de Nova Veneza, mais especificamente a Represa do Rio São Bento.

Um lugar belo, mas que para ser construído inundou uma área gigantesca, diminuiu absurdamente a vasão de um rio, além de ter sido construído para resolver um problema do uso desordenado e irracional dos recursos naturais, que no caso, é a água!!!



A Barragem do Rio São Bento veio solucionar o problema de falta de água – e de água potável – em parte da região sul do estado de SC, castigada pelos poluentes da indústria carbonífera.
O lago de 450 hectares trouxe beleza extra ao local, emoldurado pela paisagem da Serra Geral.
Foi construída em 2001, e foi inaugurada em 2006. Haviam no local alagado 142 pessoas de 38 famílias, e todas foram indenizadas para reconstruírem seus lares em outros lugares!

Após a visita seguimos rumo ao nosso destino final, Cambará do Sul, que é o assunto do próximo post!

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Planalto Sul Catarinense - Parte 03

Seguindo Viagem, logo na saída de Urubici, na estrada que nos levaria a Serra do Rio do Rastro, nos deparamos com um Sítio arqueológico com inscrições rupestres. São sinais desenhados nas rochas, feitas por povos antigos em lugares considerados sagrados, com aproximadamente 4.000 anos.


Seguindo pela estrada chegamos ao mirante da Serra do Rio do Rastro. São 12 Km de serra, com 1.460m de altitude, sendo parte dela revestida em concreto. Olhando do mirante, localizado na parte mais alta da Serra, descortina-se a maioria das cidades da região, os vales, os morros, as colinas e as montanhas. Em dias de visibilidade perfeita é possível ver o mar em último plano, compondo assim um dos mais bonitos cenários do País (Que não foi no nosso caso, como é possível ver na foto abaixo).


O que chama atenção as margens da rodovia é a primeira torre de energia eólica (energia produzida pelo vento) do Estado de santa Catarina,próximo ao mirante da Serra do Rio do Rastro. A Curiosidade é que esta torre de 40 metros de altura e 0,6 MW de potência gera energia suficiente para a iluminação da serra, o Município de Bom Jardim da Serra e parte do Município de São Joaquim (Foto Abaixo).


E a idéia aparentemente deu tão certa, que estão construindo um parque eólico na região. Parece que serão 61 torres metálicas no total, com 80 metros de altura cada e hélices de 40 metros. A energia produzida será suficiente para abastecer uma cidade do porte de Blumenau.


Partindo Serra Abaixo, em Meio a curvas sinuosas muito bem pavimentadas (boa parte concretada) deparamos com uma situação inusitada, a presença de um bando um pouco maior de 30 Quatis. São animais graciosos, espertos e oportunistas.

Mas, como ocorre em outros lugares, como por exemplo ocorria no Parque Iguaçu, os Turistas acabam alimentando erroneamente estes animais, e acabam interferindo no seu hábito alimentar, e gerando uma série de desequilíbrios ecológicos (Leia mais a respeito deste problema clicando aqui).

Deixando nossos amigos para trás (embora eles tenham tentado entra no nosso carro) e saindo da Serra desviamos nosso percurso até Nova Veneza, afim de conferir a represa do Rio São Bento, mas esse é assunto do próximo Post.

domingo, 3 de julho de 2011

Planalto Sul Catarinense - Parte 02


Continuando pelo nosso Roteiro adentramos ao Parque Nacional de São Joaquim. Situado numa das Regiões Mais Frias do país, onde pode até ocorrer neve, exibe uma vegetação muito particular, último trecho preservado da outrora abundante Floresta de Araucária.

A Criação do Parque Nacional foi motivada pela necessidade de proteção dos bosques de araucárias que, em virtude do desmatamento, tornaram-se raros no território brasileiro. A preocupação que iniciou em 1957, emcabeçada por Rodrigues Mattos (Agrônomo de São Joaquim) rendeu frutos, sendo criado então o parque nacional em 06 de Julho de 1961 pelo decreto N. 50.922.
A área total do Parque é de 49.300 hectares e abrange atualmente os municípios de Urubici, Bom Jardim da Serra, Orleans e Grão Pará. Preserva o Nome do Município onde se localizava o Parque na época de sua criação (São Joaquim). Além de preservar a Araucária, várias espécies animais se beneficiam (em tese) com a criação deste parque, a citar o Búgio, Cachorro-do-mato, Jaguatirica, Curicacas e Gralhas-Azul (ver as 2 fotos abaixo).
Curicacas

Gralha-Azul


Uma das atrações do Parque é o Morro da Igreja,  com pico de 1.822 metros de altitude, sendo o ponto habitado mais alto da Região Sul e onde foi, não-oficialmente, registrada a temperatura mais baixa do Brasil: -17,8 °C, em 29 de junho de 1996.É o segundo pico mais alto de Santa Catarina e o quarto mais elevado da Região Sul. Em seu cume estão uma base militar da Força Aérea Brasileira (FAB) e as antenas de controle do tráfego aéreo do sul do Brasil (CINDACTA). Próximo ao Morro da Igreja está a Pedra Furada, formação natural que não foi possível avistar durante a visita devido a forte neblina (ver foto abaixo), mas que vocês podem ver clicando aqui.
Aqui atrás deveria ter uma pedra furada!!!
e daqui partimos para o descanso... dia Seguinte, Serra do Rio do Rastro, mas daí é assunto para o próximo Post.

sábado, 2 de julho de 2011

Planalto Sul Catarinense - Parte 01

A Serra do Corvo Branco fica localizada no sul do estado de Santa Catarina, pela qual passa a estrada que liga Urubici a Grão Pará (SC-439). A serra recebe este nome devido ao Urubu-rei, de plumagem branca e alguns detalhes coloridos, desconhecida pelos habitantes locais, foi apelidada erroneamente de corvo, originando o nome Corvo Branco.



No topo da Serra (1150m do nível do mar) foi realizado o maior corte em rocha arenítica no Brasil, com 90 metros de altura. O destaque para este local é o fato de ser um afloramento do Aquífero Guarani, o Maior reservatório de água do mundo, e Neste local ocorre uma Zona Direta de Recarga do Aquífero, onde a água penetra diretamente pelas rochas.


Também vale ressaltar que a Serra fica ao limite Norte do Parque Nacional de São Joaquim, mas este já é assunto para o próximo post.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Vermes do Inferno

Vermes do Inferno...

Nematóide


Novo estudo apresentada nematóide encontrado a 1,3 quilômetros abaixo da superfície da terra. Publicado na revista Nature, a pesquisa relata a descoberta de uma nova espécie de praga denominada Mephisto Haliciphalobus. O organismo é o primeiro multicelular vivo identificado em locais profundos.

Os cientistas trabalhavam na busca por formas de vida subterrânea há mais ou menos 15 anos. O estudo foi concentrado em regiões de minas ultra profundas da África do Sul. A profundidade destas minas pode atingir cerca de 3 quilômetros.

Os nematóides identificados tinham aproximadamente 0,5 milímetros. Para encontrá-los os cientistas analisaram amostras de água dos poços localizados nas minas com profundidade de 3,6 quilômetros. Os pesquisadores também investigaram amostra do solo que circundavam os poços.

Com o auxílio destes estudos os cientistas demostraram que a vida tem raízes mais profundas. O Mephisto é um nematóide com 10 vezes o tamanho de um organismo unicelular, as bactérias são base da alimentação destes organismos. Este nematóide foi identificado na mina de ouro Beatrix e apresenta estrutura simples. Quando foi descoberto o organismo estava vivo e era completamente capaz de se reproduzir.

Não foi encontrada nenhuma evidência da presença destes seres em águas superficiais ou no solo, indicando desta forma que estes são nativos de rochas profundas. A partir de análises químicas, os cientistas descobriram que este nematóide surgiu há pelo menos 2900 anos.

Para os pesquisadores as recentes descobertas devem incentivar os estudos que procuram vida abaixo da superfície da terra. Segundo Michael Meyer – cientista chefe para a exploração de Marte da NASA – a descoberta de vida pluricelular em regiões profundas abre possibilidades na procura por vida extraterrestre.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Doação de Sangue!!!

Doação de Sangue - Salva Vidas


Doação de Sangue


Bom, ontem, Dia 14 de Junho, foi Dia Mundial do Doador de Sangue...
e Dia 25 de Novembro é o Dia do Doador Voluntário de Sangue no Brasil.

Fui doador regular (4 doações anuais) por um bom tempo, e agora diminui o número de doações devido a mudança de cidade e a falta de um banco de sangue por aqui... mas sempre que posso, vou a Blumenau e faço minha doação.

e vc. caro leitor do meu blog,  já doou sangue?

Pois Saiba o que vc precisa para doar sangue!


Quem pode doar?


Para doar sangue o candidato deve:
· Estar bem de saúde e possuir hábitos de vida saudável;
· Ter entre 18 e 65 anos 11 meses e 29 dias;
· Pesar no mínimo 50 quilos;
· E apresentar um documento de identidade com foto, expedido por órgão oficial. (RG, Carteira de Trabalho ou de Motorista)

Quem não pode doar?


A pessoa que:
· Estiver em jejum prolongado ou ingeriu alimentos gordurosos nas últimas 4 horas;
· Fez cirurgia recentemente;
· For menor de 18 e maior de 65 anos;
· Tomou bebida alcoólica há menos de 12 horas;
· Não repousou adequadamente na noite anterior a doação;
· Teve febre, gripe ou qualquer tipo de infecção nos últimos 7 dias;
· Teve hepatite viral após os 10 anos de idade;
· For portador da Doença de Chagas;
· Estiver grávida;
· Estiver usando medicamentos;
· Manteve contato sexual com pessoas do mesmo sexo nos últimos 12 meses;
· Usa ou já usou drogas injetáveis - cocaína/heroína e outras;
· Teve contato sexual com muitos parceiros ou com pessoa suspeita de ser portadora do vírus da AIDS;
· For Parceiros sexuais de portadores de doenças transmitida pelo sangue (Hepatite B, Hepatite C, HIV, Sífilis e HTLVI/II) com ou sem uso de camisinha (preservativo);
· Colocou piercing ou fez tatuagem nos últimos 12 meses;
· Realizou acupuntura com profissionais não habilitados nos últimos 12 meses.
· Fez endoscopia há menos de 6 meses

E parece que ontem, foram aprovadas mudanças, em que menores de idade (16 e 17 anos) podem doar sangue (com autorização dos pais) e idosos até 68 anos.




mais informações, visite um HEMOSC (para os Catarinenses).

terça-feira, 14 de junho de 2011

Calor pode acelerar extinção

Espécies já chegaram a seus limites




Animais e plantas podem não se desenvolver para sobreviver à ameaça da mudança do clima, diz um novo estudo da Universidade da Califórnia-Davis. Uma equipe estudou um pequeno animal marinho durante múltiplas gerações para ver se ele podia se adaptar ao aumento de temperaturas. E descobriu que o crustáceo copépode Tigriopus californicus, que é encontrado na costa oeste americana desde o Alasca até Baja California, mostrou pouca capacidade de desenvolver tolerância ao calor.

"Esta é uma questão que muitos cientistas vêm fazendo", diz Eric Sanford, co-autor do estudo. "Organismos têm a capacidade de se adaptar à mudança do clima em uma escala de décadas?" A pesquisa, publicada no  Proceedings of the Royal Society B, sugere que muitos organismos já chegaram a seus limites ambientais. O minúsculo animal foi coletado de oito locais. Com vida curta, foram colocados em laboratário, observados por dez gerações e sujeitos ao estresse do calor. Depois de examiná-los, os cientistas dizem que muitos animais já estão em seu limite ambiental e que a selação natural não necessariamente os resgatarão.

No começo, os copépode de locais diferentes mostraram pouca variabilidade na tolerância ao calor. Mas dentro destas populações, os pesquisadores aumentaram apenas meio grau centígrado durante as gerações observadas. Na maior parte dos grupos, a tolerância ao calor chegou ao limite muito antes deste ponto. Embora os copépodes sejam espalhados geograficamente, suas populações são muito isoladas, confinadas a um único afloramente rochoso, de onde as ondas os carregam entre poças, informa o Daily Mail.

"Afirma-se que espécies disseminadas têm muita capacidade genética para funcionar, mas este estudo mostra que isto pode não ser assim", afirma o co-autor Rick Grosberg. Muitas outras espécies de animais, pássaros e plantas passam pelo estresse da mudança do clima, e seus habitats também foram fragmentados pela atividade humana, acrescentou."O ponto crítico é que muitos organismos já se encontram em seus limites", diz ele, no estudo financiado pela Fundação Nacional da Ciência do EUA.

Foto: snake.eyes/Creative Commons

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Reserva Biológica Marinha do Arvoredo

A Reserva Biológica Marinha do Arvoredo é uma Unidade de Conservação de proteção integral que visa proteger uma parte importante do patrimônio natural da costa catarinense. Possui 17.600 ha e foi criada pelo decreto n.º: 99.142 de 12.03.1990. É constituída pelas ilhas de Galés, Arvoredo e Deserta e pelo Calhau de São Pedro. Encontra-se no litoral do estado brasileiro de Santa Catarina, a oeste da baía de Zimbros em Bombinhas e ao norte da Ilha de Santa Catarina, onde está situada parte do município de Florianópolis.
Mapa da Reserva do Arvoredo

As ilhas que compõem a Reserva Biológica Marinha do Arvoredo foram um destino tradicional de mergulho recreativo no sul do Brasil desde a década de 1980. A partir de 2000, a Reserva foi fechada para o mergulho recreativo por determinação da Lei do Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC) e as operadoras de mergulho passaram a restringir sua atuação ao sul da Ilha do Arvoredo, que não faz parte da Reserva Biológica. Existem saídas regulares de operadoras de mergulho partindo de Florianópolis e Bombinhas.

A principal estrela do arquipélago é a Ilha do Arvoredo, local que encanta mergulhadores de todos os níveis. Assim como as outras ilhas, Arvoredo tem acesso controlado pelo IBAMA, sendo limitado no número de pessoas por dia que podem desfrutar da rica fauna marinha favorecida pelo encontro das correntes do Brasil e das Malvinas, com visibilidade de até 25 metros de profundidade.

Ilhas protegidas

Na Ilha da Galé, a mais próxima da costa (sete quilômetros), os aventureiros encontram um atrativo a mais: o rebocador Lili, naufragado em 1958.

Entre as espécies que habitam a região, moréias, garoupas, meros, cardumes de sardinhas e lulas. O percurso até o local dura cerca de duas horas e quase sempre é acompanhado por aves como atobás, fragatas, andorinhas-do-mar.

Saiba mais clicando aqui.

domingo, 12 de junho de 2011

Unidades de conservação no Brasil

A unidade de conservação é um espaço territorial e seus recursos ambientais, incluindo as águas jurisdicionais, com características naturais relevantes, legalmente instituído pelo Poder Público, com objetivos de conservação e limites definidos, sob regime especial de administração, ao qual se aplicam garantias adequadas de proteção.


1 - Unidades de Proteção Integral: O objetivo básico das Unidades de Proteção Integral é preservar a natureza, sendo admitido apenas o uso indireto dos seus recursos naturais, com exceção dos casos previstos na Lei.

1.1 - Estação Ecológica;
1.2 - Reserva Biológica;
1.3 - Parque Nacional;
1.4 - Monumento Natural;
1.5 - Refúgio de Vida Silvestre.

2 - Unidades de Uso Sustentável: O objetivo básico das Unidades de Uso Sustentável é compatibilizar a conservação da natureza com o uso sustentável de parcela dos seus recursos naturais.

2.1 - Área de Proteção Ambiental;
2.2 - Área de Relevante Interesse Ecológico;
2.3 - Floresta Nacional;
2.4 - Reserva Extrativista;
2.5 - Reserva de Fauna;
2.7 - Reserva de Desenvolvimento Sustentável;
2.7 - Reserva Particular do Patrimônio Natural.

sábado, 11 de junho de 2011

Laboratório Virtual de Física e Química

O Laboratório Didático Virtual é uma iniciativa da Universidade de São Paulo - USP, atualmente coordenado pela Faculdade de Educação.

Nele você vai encontrar simulações feitas pela equipe do LabVirt a partir de roteiros de alunos de ensino médio das escolas da rede pública;

links para simulações e sites interessantes encontrados na Internet; exemplos de projetos na seção "projetos educacionais" e respostas de especialistas para questões enviadas através do site.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Nova variante do vírus da gripe A é resistente a remédios

Post extra em meio aos que já deixei programado!!! este retirado do site da Veja.

Nova Variável!


Uma nova variante genética da gripe A (H1N1), que começa a aparecer na Ásia, tem mostrado resistência ao tamiflu e ao relenza, as duas principais drogas contra a doença. De acordo com pesquisadores, 30% das amostras colhidas no começo de 2011 ao norte da Austrália e 10% das amostras de Cingapura apresentaram redução na sensibilidade aos medicamentos.

O material colhido não mostrou resistência, no entanto, ao peramivir, uma droga ainda experimental contra o H1N1. Segundo o braço da Organização Mundial de Saúde especializado no vírus influenza, e localizado na Austrália, o novo variante do vírus foi também detectado em outras regiões da Ásia próximas ao Oceano Pacífico.

Embora essa mutação genética encontrada nas amostras já tenha sido relatada no vírus da gripe comum e em casos da gripe aviária, é a primeira vez que ele é visto também na gripe A.

Google Body

A gigante Google mantem um serviço webgl (3D) que permite visualizar o corpo humano em detalhes e em 3D

para acessar clique aqui ... alguns navegadores podem apresentar problemas para acessar, mas a maioria funciona tranquilamente!!!

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Meio ambiente: o planeta resolveu dar o troco

Passado o Dia e a Semana Mundial do Meio Ambiente, vamos retomar as atividades do blog...

e para retomar, transcrevo aqui trechos de um texto do Sakamoto, alias um excelente blog que merece ser visitado periodicamente...

05 de junho é Dia Mundial do Meio Ambiente. E a humanidade enfrenta uma das piores crises ambientais de sua história, sob risco de entrar em colapso com o esgotamento e a degradação dos recursos naturais. Os países da periferia levam a culpa pelo desequilíbrio ecológico mundial e são criticados pelo modelo de desenvolvimento que adotam, agressivo ao meio ambiente. O julgamento parte das nações ricas, as quais, por mais de dois séculos, destruíram seus patrimônios naturais e continuam poluindo. As elites dos países periféricos clamam, por sua vez, pelo direito de também poluir, a fim de poder alcançar o nível de consumo das sociedades desenvolvidas.

[...]Em meio a essa discussão, o quadro não poderia ser pior. Dentro de algumas décadas, não haverá água potável suficiente para suprir as necessidades de dois terços da população mundial – regiões metropolitanas já vivem crises de abastecimento. O efeito estufa está aumentando a temperatura global e provocando mudanças climáticas, enquanto a desertificação de áreas cultiváveis compromete a produção de alimentos. Uma nuvem de poluição paira sobre o Sudeste Asiático, levando crianças e idosos aos hospitais diariamente. Demorou, mas o planeta começa a dar o troco. Bem-feito.

[...]Nas discussões sobre meio ambiente ainda não se leva em consideração a integração entre homem e natureza. Mesmo que a criação de reservas esteja contribuindo para a preservação da fauna e da flora, estamos longe de garantir meios de sobrevivência às populações que dependem desses ecossistemas. A pobreza e a falta de perspectivas ainda levam muitas pessoas a dilapidar o patrimônio natural em busca de sustento para seus filhos, através da captura de animais silvestres no Pantanal Mato-Grossense, da coleta de palmito na Mata Atlântica ou da produção agropecuária na Amazônia.

O país possui uma das mais modernas legislações ambientais do mundo, a Lei de Crimes Ambientais, de 1998, que estipula multas de alto valor e até prisão em caso de agressão ao meio. O problema é que muitas vezes a lei é deixada de lado ou é mal aplicada por incompetência ou conivência com os infratores. Há, por exemplo, denúncias de estudos e relatórios de impacto que teriam sido comprados para facilitar a aprovação de obras pelos órgãos responsáveis. Além disso, mesmo com os avanços ao longo dos anos, entre eles a criação de um ministério dedicado apenas ao meio ambiente, o governo continua a apresentar uma contradição entre ação e discurso. De um lado, brada-se pela preservação da Amazônia, de outro financiam-se projetos que desmatam a floresta ou há relaxamento nas exigências quando existe a possibilidade de investimento estrangeiro.

Isso quando o próprio Congresso não joga as coisas boas para o ralo, como está fazendo com o Código Florestal. O que mostra que preferimos evoluir da barbárie para a decadência, sem passar pela civilização.

O debate sobre o meio ambiente emerge no século 21 como uma discussão sobre a qualidade de vida, não tratando apenas de rios poluídos e derramamento de petróleo, mas também da atual idéia de progresso – alta tecnologia aliada a uma postura consumista -, que não está conseguindo dar respostas satisfatórias à sociedade. De forma preventiva ou paliativa, haverá uma mudança no comportamento da sociedade. Faz parte dessa discussão a busca por modelos alternativos de desenvolvimento humano.

Que só serão efetivos caso não excluam a população dos benefícios trazidos pela exploração atual e futura dos recursos naturais do planeta. Ou feita às custas desta.

O texto pode ser lido na integra clicando aqui.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Doença de Chagas na Alimentação

Há na literatura científica diversos trabalhos experimentais que demonstram a sobrevivência do Trypanosoma cruzi (protozoário causador da doença de Chagas) em alimentos, inclusive na polpa de açaí congelada não pasteurizada (isto é, não submetida a tratamento térmico).

Entretanto, o problema não se restringe ao açaí especificamente; basta lembrar o surto de doença de Chagas ocorrido em 2005 devido à ingestão de caldo de cana contaminado.

A chamada transmissão oral da doença de Chagas é hoje uma preocupação e, em teoria, para que ocorra, basta que as fezes contaminadas do inseto transmissor do protozoário (Triatoma infestans, popularmente conhecido como ‘barbeiro’) entrem em contato com os alimentos. Se isso acontecer, caso o alimento não seja adequadamente processado, ele será o veículo do T. cruzi.

Na Venezuela há registro de transmissão da doença de Chagas pela ingestão de suco de goiaba in natura. Assim, é essencial que os alimentos – em especial frutas, legumes e verduras – que não serão submetidos a processo de cozimento sejam bem lavados e higienizados.

É importante lembrar também que a contaminação dos alimentos só acontecerá em áreas de ocorrência dos insetos contaminados pelo T. cruzi, como é o caso da Amazônia, onde o açaí é produzido.

Karen Signori Pereira
Centro de Tecnologia, Escola Centro de Tecnologia, Escola de Química
Universidade Federal do Rio de Janeiro

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Biografia de Isaac Newton

Este é para os meus alunos da Oitava Série... Uma breve biografia de um dos Grandes Nomes da Ciência...


Isaac Newton nasceu em Londres, no ano de 1643, e viveu até o ano de 1727. Cientista, químico, físico, mecânico e matemático, trabalhou junto com Leibniz na elaboração do cálculo infinitesimal. Durante sua trajetória, ele descobriu várias leis da física, entre elas, a lei da gravidade.

Este cientista inglês, que foi um dos principais precursores do Iluminismo, criou o binômio de Newton, e, fez ainda, outras descobertas importantes para a ciência. Quatro de suas principais descobertas foram realizadas em sua casa, isto ocorreu no ano de 1665, período em que a Universidade de Cambridge foi obrigada a fechar suas portas por causa da peste que se alastrava por toda a Europa. Na fazenda onde morava, o jovem e brilhante estudante realizou descobertas que mudaram o rumo da ciência: o teorema binomial, o cálculo, a lei da gravitação e a natureza das cores.

Dentre muitas de suas realizações escreveu e publicou obras que contribuíram significativamente com a matemática e com a física. Além disso, escreveu também sobre química, alquimia, cronologia e teologia.

Newton sempre esteve envolvido com questões filosóficas, religiosas e teológicas e também com a alquimia e suas obras mostravam claramente seu conhecimento a respeito destes assuntos. Devido a sua modéstia, não foi fácil convencê-lo a escrever o livro Principia, considerado uma das obras científicas mais importantes do mundo.

Newton tinha um temperamento tranqüilo e era uma pessoa bastante modesta. Ele se dedicava muito ao seu trabalho e muitas vezes deixava até de se alimentar e também de dormir por causa disso. Além de todas as descobertas que ele fez, acredita-se que ocorreram muitas outras que não foram anotadas.

Diante de todas as suas descobertas, que, sem sombra de dúvida, contribuíram e também ampliaram os horizontes da ciência, este cientista brilhante acreditava que ainda havia muito a se descobrir. E, em 1727, morreu após uma vida de grandes descobertas e realizações.

Frases de Isaac Newton:

- "Se vi mais longe foi por estar de pé sobre ombros de gigantes."
- "O que sabemos é uma gota, o que ignoramos é um oceano."
- "Eu consigo calcular o movimento dos corpos celestiais, mas não a loucura das pessoas."
- "Nenhuma grande descoberta foi feita jamais sem um palpite ousado."

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Parece, mas não é! - 02



Correria da Semana e o Blog fico parado, amanhã vou tentar programar várias postagens na semana...

Mais uma que rondou alguns e-mails por aí... Por Alex Bergmann (Parece, mas não é!)

Mensagem original veiculada nas correntes de e-mail


"Esta é a foto da 'doce' 'Aranha Camelo' fotografada pelas tropas americanas no Iraque. Elas correm a 20 Km/h, são noturnas, a menos que fiquem à sombra. Saltam a grandes alturas e se alimentam preferencialmente de estômagos e genitálias de camelos e dromedários.... Quando elas mordem, é injetada uma alta dose de 'Novacaina', que paralisa e anestesia quase que instantaneamente o membro, e, como nos morcegos, você não sente a picada pois uma 'baba' anestesia o local antes. Assim, se for picado a noite você nem sente, então quando você acorda parte do braço ou perna estará faltando pois as aranhas os ficaram literalmente mastigando durante todo seu sono. E mais, há relatos de recrutas que tropeçaram em 'algo' que à sombra (cor da areia) sob o sol literalmente correram atrás de suas sombras e tiveram de ser abatidas a tiros... Imagine que sensacional acordar e achar uma dessas na sua tenda..."

Supostamente encontrada no Iraque

Na realidade


A Aranha Camelo é também conhecida como Scorpion Sun ou Spider Sun. é uma "prima" da aranha, pois pertence à classe Arachnida.
Ela é uma criatura noturna e se alimentam de escorpiões, aranhas menores e de vez em quando pequenos roedores.  A maioria delas não é venenosa e não causam mal aos humanos. 


Outras verdades da História


A Aranha Camelo não injeta Novacaina nas suas vítimas para devorá-las.
A Novacaína foi sintetizada pela primeira vez em 1905 por Alfred Einhorn, ou seja, a Novacaína é artificial e é usada, principalmente por dentistas - que antes utilizavam anestésico à base de cocaína. 


 A Aranha Camelo não tem esse nome porque come os intestinos e outras partes dos camelos. Ela é assim chamada, pois vive em regiões muito áridas e apresenta uma espécie de corcova que lembra o camelo sendo chamada na África de camel spider.


Acredito que a esta altura do campeonato não preciso mais nem explicar o fato de comer partes dos soldados ou ser abatida a tiros, afinal este animal tem um tamanho aproximado de 10 cm e não de 20 cm como foi mencionado no Email original.


Fonte:
http://viajeaqui.abril.com.br/national-geographic/
http://www.natureblog.com/
http://urbanlegends.about.com/library/bl_camel_spider.htm

terça-feira, 29 de março de 2011

O Pulso

Vocês já pararam para notar quantas doenças assolam ou assolaram a civilização humana? Pois é, Arnaldo Antunes pensou, e fez uma música com isso... Já ouviu?


Titãs
Composição : Arnaldo Antunes
O pulso ainda pulsa
O pulso ainda pulsa...
Peste bubônica
Câncer, pneumonia
Raiva, rubéola
Tuberculose e anemia
Rancor, cisticircose
Caxumba, difteria
Encefalite, faringite
Gripe e leucemia...
E o pulso ainda pulsa
E o pulso ainda pulsa
Hepatite, escarlatina
Estupidez, paralisia
Toxoplasmose, sarampo
Esquizofrenia
Úlcera, trombose
Coqueluche, hipocondria
Sífilis, ciúmes
Asma, cleptomania...
E o corpo ainda é pouco
E o corpo ainda é pouco
Assim...
Reumatismo, raquitismo
Cistite, disritmia
Hérnia, pediculose
Tétano, hipocrisia
Brucelose, febre tifóide
Arteriosclerose, miopia
Catapora, culpa, cárie
Câimba, lepra, afasia...
O pulso ainda pulsa
E o corpo ainda é pouco
Ainda pulsa
Ainda é pouco
Pulso
Pulso
Pulso
Pulso
Assim...


Quais dessa doença você já teve, quais destas doenças você já tinha ouvido falar? genial, não é?

domingo, 27 de março de 2011

Parece, mas não é! - 01

Tendo passado a hora do planeta, onde "o mundo" se apagou por uma hora, e nada mudou, com exceção da publicidade da ONG do Urso Panda, que ficou com o ego inchado e massageado, segundo alguns, vamos continuar com o blog...

Estreamos hoje uma nova série de postagens, Parece, Mas não é!!! De Autoria do Meu grande Amigo Alex Giordano Bergmann...


"Esta primeira publicação da série Parece, Mas não é! vem esclarecer um caso que circulou pelos e-mails.

Uma das histórias contadas era de que a serpente da Foto A seria uma sucuri que havia ficado presa e morrido em uma cerca elétrica de uma empresa aqui da região de Blumenau –SC.

Supostamente encontrada na Região de Blumenau!
Foto A

Esclarecendo, a Foto A traz a imagem de uma serpente pertencente ao grupo das Pítons, serpentes estas que habitam Ásia, África e Oceania predominantemente. Para que tem uma boa percepção, podem-se notar as diferença no padrão das manchas e da coloração entre as pítons e as sucuris.

Enquanto as pítons (foto A) possuem um padrão de manchas escuras aleatórias, e outras um padrão de manchas com bordas mais retas, as sucuris, também chamadas anacondas, possuem suas manchas compostas por círculos negros bem definidos, como podemos ver na Foto B com a nossa Eunectes murinus e na Foto C com a Eunectes notaeus. Estas são as duas espécies de sucuris brasileiras.

Eunectes murinus - Brasileira
Foto B - Eunectes murinus
Eunectes notaeus - Brasileira
Foto C - Eunectes notaeus
Outra diferença marcante é o curto fucinho das sucuris, adaptados a vida aquática, enquanto as pítons tem um focinho predominantemente mais longo.
Ou seja, embora não negue a ocorrência do caso à única questão aqui é o erro de identificação muito comum. Identificaram um píton sendo uma sucuri.

Este mesmo erro de identificação será questionado em outros emails que trazem fotos de supostas sucuris que devoraram pessoas.
Mas isso fica para a próxima postagem."

quinta-feira, 24 de março de 2011

terça-feira, 22 de março de 2011

Dia Mundial da Água - Post 06

Uma ultima charge para fechar a série de posts sobre o Dia Mundial da Água...

Ela fala por si só...


Feliz Dia da Água para todos nós...

Dia Mundial da Água - Post 05 - Brasil das Águas

Água é fonte da vida. Não importa quem somos, o que fazemos, onde vivemos, nós dependemos dela para viver. No entanto, por maior que seja a importância da água, as pessoas continuam poluindo os rios e suas nascentes, esquecendo o quanto ela é essencial para nossas vidas.

A água é, provavelmente o único recurso natural que tem a ver com todos os aspectos da civilização humana, desde o desenvolvimento agrícola e industrial aos valores culturais e religiosos arraigados na sociedade.

É um recurso natural essencial, seja como componente bioquímico de seres vivos, como meio de vida de várias espécies vegetais e animais, como elemento representativo de valores sociais e culturais e até como fator de produção de vários bens de consumo final e intermediário.

Segundo estatísticas, 70% do planeta é constituído de água, sendo que somente 3% são de água doce e, desse total, 98% está de água subterrânea. Isto quer dizer que a maior parte da água disponível e própria para consumo é mínima perto da quantidade total de água existente na nossa Terra.

Nas sociedades modernas, a busca do conforto implica necessariamente em um aumento considerável das necessidades diárias de água.

Os recursos hídricos têm profunda importância no desenvolvimento de diversas atividades econômicas. Em relação à produção agrícola, a água pode representar até 90% da composição física das plantas. A falta d'água em períodos de crescimento dos vegetais pode destruir lavouras e até ecossistemas devidamente implantados.

Na indústria, para se obter diversos produtos, as quantidades de água necessárias são muitas vezes superiores ao volume produzido.

Observando os dados abaixo, percebemos que precisamos começar a utilizar a água de forma prudente e racional, evitando o desperdício e a poluição, pois:

- Um sexto da população mundial, mais de um bilhão de pessoas, não têm acesso a água potável;

- 40% dos habitantes do planeta (2.400 milhões) não têm acesso a serviços de saneamento básico;

- Cerca de 6 mil crianças morrem diariamente devido a doenças ligadas à água insalubre e a um saneamento e higiene deficientes;

- Segundo a ONU, até 2025, se os atuais padrões de consumo se mantiverem, duas em cada três pessoas no mundo vão sofrer escassez moderada ou grave de água.

Autor: Margi Moss - Brasil das Águas.

segunda-feira, 21 de março de 2011

Dia Mundial da Água - Post 04 - Dicas de como economizar água (consumo consciente)

Ao escovar os dentes e se barbear, manter a torneira fechada;

Fechar a torneira enquanto ensaboar as louças e talheres;

Usar a máquina de lavar roupas na capacidade máxima;

Na hora do banho, procurar se ensaboar com o chuveiro desligado e procurar tomar banho rápido;

Não jogar óleo de fritura pelo ralo da pia. Além de correr o risco de entupir o encanamento da residência, esta prática polui os rios e dificulta o tratamento da água;

Não deixar que ocorram vazamentos em encanamentos dentro da residência;

Entrar em contato com a companhia de água ao verificar vazamentos de água na rede externa;

Usar a descarga no vaso sanitário apenas o necessário. Manter a válvula sempre regulada;

Reutilizar a água sempre que possível;

Utilizar regador no lugar de mangueira para regar as plantas;

Usar vassoura para varrer o chão e não a água da mangueira;

Lavar o carro com balde ao invés de mangueira;

Captar a água da chuva com baldes. Esta água pode ser usada para lavar carros, quintais e regar plantas;

Tratar a água de piscinas para não precisar trocar com freqüência. Outra dica é cobrir a piscina com lona, enquanto não ocorre o uso, para evitar a evaporação;

Colocar sistemas de controle de fluxo de água (aeradores) no bico das torneiras.

Dia Mundial da Água - Post 03 - Declaração Universal dos Direitos da Água

Art. 1º - A água faz parte do patrimônio do planeta. Cada continente, cada povo, cada nação, cada região, cada cidade, cada cidadão é plenamente responsável aos olhos de todos.
Art. 2º - A água é a seiva do nosso planeta.Ela é a condição essencial de vida de todo ser vegetal, animal ou humano. Sem ela não poderíamos conceber como são a atmosfera, o clima, a vegetação, a cultura ou a agricultura. O direito à água é um dos direitos fundamentais do ser humano: o direito à vida, tal qual é estipulado do Art. 3 º da Declaração dos Direitos do Homem.
Art. 3º - Os recursos naturais de transformação da água em água potável são lentos, frágeis e muito limitados. Assim sendo, a água deve ser manipulada com racionalidade, precaução e parcimônia.
Art. 4º - O equilíbrio e o futuro do nosso planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos. Estes devem permanecer intactos e funcionando normalmente para garantir a continuidade da vida sobre a Terra. Este equilíbrio depende, em particular, da preservação dos mares e oceanos, por onde os ciclos começam.
Art. 5º - A água não é somente uma herança dos nossos predecessores; ela é, sobretudo, um empréstimo aos nossos sucessores. Sua proteção constitui uma necessidade vital, assim como uma obrigação moral do homem para com as gerações presentes e futuras.
Art. 6º - A água não é uma doação gratuita da natureza; ela tem um valor econômico: precisa-se saber que ela é, algumas vezes, rara e dispendiosa e que pode muito bem escassear em qualquer região do mundo.
Art. 7º - A água não deve ser desperdiçada, nem poluída, nem envenenada. De maneira geral, sua utilização deve ser feita com consciência e discernimento para que não se chegue a uma situação de esgotamento ou de deterioração da qualidade das reservas atualmente disponíveis.
Art. 8º - A utilização da água implica no respeito à lei. Sua proteção constitui uma obrigação jurídica para todo homem ou grupo social que a utiliza. Esta questão não deve ser ignorada nem pelo homem nem pelo Estado.
Art. 9º - A gestão da água impõe um equilíbrio entre os imperativos de sua proteção e as necessidades de ordem econômica, sanitária e social.
Art. 10º - O planejamento da gestão da água deve levar em conta a solidariedade e o consenso em razão de sua distribuição desigual sobre a Terra.